sexta-feira, 27 de março de 2009

Parabéns, parabéns...hoje é o seu dia

No dia 27 de março de 1963, nasceu em Santa Rosa-RS, Maria da Graça Meneghel, a famosa Xuxa, mãe da “Schacha” e namorada da Marlene Mattos.

Tudo começou quando a Rede Glóbulus apostou naquela loirinha mirrada que apresentava o “Clube da Criança” um “programinha” infantil da extinta TV Manchete, e acabou se dando bem. No dia 30 de junho de 1986, o Xou da Xuxa foi ao ar pela primeira vez na emissora de Roberto Marinho. O restante da década não seria mais a mesma, a Rainha dos Baixinhos se tornou o maior ídolo infantil dos anos 80. O programa que ia ao ar de segunda a sábado das 8h às 12h25, tinha muitas brincadeiras e desenhos que se tornaram febre e que hoje em dia com certeza estão guardados em alguma gaveta da memória dos ex-baixinhos que acompanhavam.

Na abertura do programa que era ao som de Doce Mel (Bom estar com você...), a Xuxa tirava de uma cartola aviões, pirulitos, pasta de dentes, bonecas e outros objetos. O Xou da Xuxa começava sempre com a loirinha chegando em um disco voador (nem tudo o que sai de dentro de um disco voador é bom como a Xuxa, ah se o ET de Varginha fosse assim também...). Ela chegava no maior astral, cantando e brincando com aquele bando de ranhentinhos que ficavam a sua volta no palco. Aí chegava a melhor parte (pra ela, é lógico!), era a hora do Queeeeeeem quer pão? Era a hora do delicioso café da manhã com frutas, iogurtes, pães variados, queijos, bolos, geléias, pernil, feijoada, pizza gelada... Um café da manhã excelente para as crianças pobres que ficavam em casa assistindo pela TV e que não tinham nem um pão com manteiga pra encher a pançinha. Mais depois disso começava o desenho d’Os Smurfs, tinha também o He-Man (pelos poderes de Grayskull...), Caverna do Dragão, Thundercats, Tiny Toons (os amiguinhos do Pernalonga), entre outros.

Durante o programa a loira encarava vários personagens, a Vovuxa, era uma velhinha contadora de histórias, tinha também o sábio chinês Xoxum, que ensinava a trnasformar jornais e outros papéis em brinquedos, a doutora Bolucha e a astróloga Madame Caxuxá, que falava de higiene e alimentação como se fosse horóscopo.

Além das Paquitas (gostosinhas por sinal), e os Paquitos (que só chegaram em 1989), outros coadjuvantes também faziam parte do programa como o Dengue, um mosquitão interpretado por Roberto Bettini. O Praga era um jabuti interpretado pelo anão Armando Moraes, as Irmãs Metralhas, eram as gêmeas Roberta e Mariana Richard e a repórter mirim Duda Little, é conhecida até hoje como Maria Eduarda Esteves e Alves. Lógico não posso me esquecer dos bonecos Moderninho e Frentinha.

Como tudo o que é bom dura pouco, o programa Xou da Xuxa foi ao ar pela última vez no dia 31 de dezembro de 1992, exatamente na edição de número 2000.

Durante esses sete anos de programa a loira lançou sete discos, vendendo cerca de 14 milhões de cópias, uma ótima média de 2 milhões de discos vendidos por ano. Mais o terceiro LP sem dúvida nenhuma foi o mais vendido, com 3,2 milhões de cópias. Além do maior sucesso e chicletinho Ilariê, o disco trazia também as músicas Arco-Íris (aquela do, “se está meio de fedido..”), Abecedário da Xuxa e Brincar de Índio.

Muito antes de ser a Rainha dos Baixinhos, Xuxa foi símbolo sexual. Depois de estrear em 1979 como modelo fotográfica foi muito comentada e em 1980 fez nada menos do que 57 capas de revistas. Em um desses ensaios conheceu Pelé (caramba, mais em 1970 o cara já havia conquistado 3 Copas do Mundo, ela ainda não o conhecia?!?). Depois disso começou a namorar o Edson (bobinho ele né???), e virou celebridade mundial. Em 1981, foi eleita Pantera do Ano e acabou indo parar nas páginas da Ele Ela. No ano seguinte posou para a Playboy. Mais a maior polêmica da vida de Xuxa foi o filme em que participou em 1982, “Amor, estranho amor”, que não foi nenhum campeão de bilheteria, mais até hoje causa comentários por Xuxa seduzir um menino de apenas 12 anos, o felizardo que deu uma buzinada na Rainha foi Marcelo Ribeiro.

A maior bilheteria da Rainha dos Baixinhos foi com o filme “Lua de Cristal” que teve mais de 5 milhões de espectadores. Apesar de não se considerar atriz ou cantora, Xuxa pode somar em sua carreira mais de 35 milhões de discos vendidos, 26 anos de experiência como apresentadora e 19 filmes. Dona da maior média de público desde a retomada do cinema nacional, ela acumula a maior bilheteria do cinema brasileiro, mais de 28 milhões de pessoas.

Xuxa... a Xaxa fex xixi no xão!!!

Um comentário:

  1. Valkiria (complicada e perfeitinha)11 de abril de 2009 12:36

    Livrai-me desse mal...AMÉM.

    ResponderExcluir