segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Amor, carinho e saudades

Há exatos dois anos minha querida avó (Dona Teresa, ou simplesmente Dona) partia para o andar de cima, sem mais nem menos, quer dizer, ela foi devido a uma parada cardíaca.
Na verdade o coraçãozinho dela já estava parado desde a despedida do meu avô, há cerca de 11 meses antes.
Com essas viagens, meu coração passou a bater mais fraco, mesmo assim sou um cara privilegiadíssimo por ter convivido com meus avós, essas duas figuras maravilhosas que me ensinaram muito, e acreditem, até hoje descubro coisas e aprendo através deles.
Fui o primeiro neto, o mais paparicado e sempre muito querido por eles. Todo esse amor e carinho foram recíprocos de ambas as partes, pois nada vem de graça nesta vida, principalmente, amor, carinho e respeito (que você conquista das pessoas), e isso tudo eu tive muito dos meus avós.
Ouvi coisas que vou levar comigo, mesmo imaginando ver a cara de bunda de uma pessoinha que se acha especial, mas que não é e nunca foi. Pra se ser especial, tem que fazer por merecer, o espaço no coração de uma pessoa não se conquista como uma vaga na faculdade ou um cargo de secretariado. O espaço no coração de uma pessoa se ganha de uma maneira muito fácil, muito simples, mas infelizmente ainda existem pessoas que não sabem como fazer isso e se tornarem especiais, é uma pena Titi...
Mas só tenho que agradecer a Deus por me colocar entre pessoas tão amáveis e simples, sou privilegiado por tudo o que tenho e ainda vou conquistar na minha pequenina vida.
Beijão Vô e Vó, amo muito vocês!!!
Obs: A criança do colo não sou eu, mas o lacinho de cabelo é meu e foi emprestado pra essa pirralhinha.

Um comentário:

  1. Será que Titi é quemeu estou pensando?!!!
    Bjin

    ResponderExcluir