segunda-feira, 16 de março de 2009

Gordo é a PQP...

Dizem que o espelho não mente. Eu acho que ele mente sim. Tudo porque estou vivendo o ápice do dilema da boa forma. Talvez seja a crise existencial do universo light. E essa maldita síndrome me pegou na curva da vida saudável. Enfim. Estou ficando neurótico.
Todo gordo se sente perseguido – não que eu esteja gordo, é claro. Mas sinto que todos disparam um olhar meio estranho quando ando nas ruas. Principalmente aquela mocinha da lanchonete. Só porque às vezes eu peço um x-bacon salada (isso mesmo, salada) duplo ela já quer me crucificar. Pode? Vai saber se eu havia tomado café e almoçado naquele dia (apesar de que eu acho que naquele dia... Bom, deixa quieto).

Eu sempre encontro um sujeitinho no ponto de ônibus perto da padaria. Ele sempre está lá no começo do dia, quando estou indo trabalhar. Quando eu passo, sinto que ele me persegue com o seu olhar raquítico. O porteiro tem feito o mesmo quando passo e comento sobre futebol com ele. Será que eles estão me achando gordaço? Será? Não, não, não. Preciso tirar essa idéia da cabeça. Eu não estou gordo e pronto. É isso. Já tirei todas as minhas provas sobre essa dúvida cruel.

Por exemplo. Na semana passada, depois do banho, abri a porta do guarda-roupa e vesti uma camisa do Tricolor. Ao olhar no espelho achei que o Ronaldo havia trocado o Corinthians pelo São Paulo. O espelho não mentiu. Eu estou magro, ou melhor, talvez eu tenha um pouquinho de gordura nas laterais e uma melância na frente, mas nada que comprove a minha... Ah, deixa pra lá, vai.
Um dia desses fui conversar sobre isso com a minha mãe.
- Mãe, será que estou gordo?
Um breve silêncio...
- Não, meu filho. Lógico que não. Acho que você poderia só fazer um regiminho para tirar essas gorduras laterais!
Viu? Não disse. Mãe não mente nunca. É só tirar essas “gordurinhas laterais” que fico bem novamente, embora eu seja obrigado a conviver com aqueles olhares infames dos colegas de trabalho que almoçam comigo. Eles sempre reparam no meu prato. Os mais ousados ainda têm a cara-de-pau de comentar. “Nossa, você não come salada?”. “Não”. “Quanto arroz no seu prato!”. “Eu adoro arroz”.
Hum, só de lembrar esse dia me bateu uma vontade de comer aquela costela de vaca assada, com bastante alho picado por cima, bacon frito com batatas e hamburger. Opa me desculpe. Acho que me empolguei. Não vou mais falar de comida. Estou até parecendo um gordo.
Veja bem. O gordo sempre usa algumas táticas para dizer que está em forma. A velha roupa de cor preta é uma delas (as camisas de bandas de rock são as melhores). No frio, o bom é usar blusões, que escondem bem, de preferência com capuz, pra ficar aquela gola da blusa bem grande e esparramada pelo ombro. Eu gosto de usar roupas mais escuras porque acho que fico melhor (acreditem se quiser...rs). E os blusões é para me deixar mais charmoso. Isso não é papo de gordo, não. Nem vem.
E voltando àquela história de perseguição, preste atenção nisso e perceba como estou sendo injustiçado. Todos sempre me chamam para jogar futebol (coisa que eu nem sei fazer, nem no gol) ou para correr no Parque Santos Dumont. Não sei se a minha companhia agrada tanto ou se esses convites são indiretas ridículas. Já cansei de dizer que não estou precisando malhar, e que tenho que ficar na frente do computador escrevendo matérias para o jornal.
Ah, como eu ficaria em paz se todos lessem isso! Aliás, seria excepcional se a minha amiga Chuchu tivesse lido essa frase. Assim, ela não me amolaria mais dizendo que eu estou gordinho. Pensando melhor: gordinho até que não está tão mal assim, vou começar a acompanhar meus amigos no futebol e nas corridinhas. Acho até que uma academia não seria uma má idéia. Não que eu esteja gordo. Quero apenas ficar um pouco mais forte. Talvez aumentar os bíceps, um pouco mais os tríceps...Ops, pensando melhor não! Academias de ginástica e musculação, costumam ter vários espelhos, e espelhos mentem sempre. Beijo do gordo!!!

3 comentários:

  1. E ae Caranga... acho q todos decidiram criar um blog... seria para preencher o vazio das noites da faculdade que nao temos mais?? rs...
    O léo, vc, eu... daqui a pouco aparece mais uns blogs por ai! rs...
    Academia... eu precisava frequentar... mas como vc disse.. tem muitos espelhos... e eles mentem! kkkkk

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Valkiria (complicada e perfeitinha)11 de abril de 2009 12:43

    Uai,

    Resolveu assumir a identidade?

    É isso aí...tio Gordo.

    ResponderExcluir