sexta-feira, 14 de junho de 2013

Perseguição na Copa das Confederações


Espanha 

Não existe uma posição sequer da equipe que não conte com um atleta de alto nível. O mais exigente vai cobrar apenas dois laterais mais agressivos, mas Arbeloa e Jordi Alba dão conta do recado. Goleiro não é problema para o técnico Vicente del Bósque. Desta vez, Valdés larga na frente de Casillas pela titularidade.
Real Federación Española de Fútbol
David Villa é o elemento surpresa, é matador e finaliza muito bem, mas pela irregularidade no Barcelona, tem sido opção de banco para del Bosque. Já Iniesta anda se destacando no meio de campo da Seleção Espanhola e no Barcelona, foi o melhor jogador da Europa na temporada 2011-2012, melhor da Eurocopa 2012, segundo melhor do mundo em 2010, terceiro em 2012... Chuta, apoia, dá passes... É craque e com certeza é o ponto forte da Espanha. Muitos jogadores atuam juntos em seus clubes, o que explica a média alta de posse de bola assustadora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário