quarta-feira, 29 de maio de 2013

Perseguição no Brasileirão


Para esquecer 2012

Alguns esforços acabaram virando grandes frustrações e algumas equipes ficaram marcadas na edição anterior do Brasileirão.
O Palmeiras, por exemplo, não disputa a Série A por conta do rebaixamento do ano passado.
Depois do pesadelo de 2002, o Palmeiras amarga o segundo rebaixamento de sua história. O desempenho sofrível fez com que a queda se confirmasse na 35ª rodada.
O Flamengo se dispôs a dar uma nova chance para Adriano recuperar a forma e projetar uma volta. Mas as faltas recorrentes desgastaram a relação e o Imperador jogou a toalha.
Moreno precisou de 43 segundos para ser expulso
O Grêmio monta uma logística para trazer Marcelo Moreno após o jogo da Bolívia nas Eliminatórias. Com 43 segundos em campo, Moreno agride Rafael Sóbis, do Flu, e é expulso.
Contratado em julho pelo Figueirense, Loco Abreu foi uma pálida lembrança do atacante que brilhou no Botafogo. Muitas contusões, um gol em sete jogos e o contrato rescindido.
Desde o vice-campeonato de 2009, o Internacional vive o paradoxo de trazer reforços de peso e ver o desempenho cair. Em 2012, as adesões de Fórlan e Juan a um elenco teoricamente forte não foram suficientes para algo mais que o meio da tabela. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário